Cavalaria Persa

Os inimigos naturais dos gregos foram os persas, grandes apaixonados por cavalos. Sua Cavalaria chegou ao mais alta nível de desenvolvimento sob as ordens do filho de Dario, Xerxes.
A melhor parte do exército persa compunha a Cavalaria, em especial a Guarda Real Montada, organizada com soldados da Capadócia.
Os persas também empregaram elefantes, que como era sabido, causavam grande pavor nos cavalos dos inimigos. Entretanto estas unidades nunca chegaram a constituir-se em elementos básicos dentro da tática empregada pelos persas.

Cavalaria Grega

Na Grécia, o famoso historiador Xenofonte , nos legou diversos e interessantes tratados sobre cavalos, permitindo-nos conhecer detalhes da utilização deste animal naqueles tempos remotos.
Se acredita que os gregos obtiveram conhecimentos sobre os cavalos através dos egípcios, e por esse motivo copiaram seus carros de guerra. Os habitantes da Grécia setentrional, os tesalianos, empregaram uma Cavalaria rudimentar que, sem dúvida, chegou a infligir uma derrota à uma unidade hoplita espartana, considerada como caso único de uma vitória de força de Cavalaria naquela época.

Continue lendo “Cavalaria Grega”

Cavalaria Assíria

Um dos primeiros povos que utilizou a Cavalaria organizada , foi o assírio, a primeira grande potência militar da Idade do Ferro ( 1000 AC )
Os assírios possuíam duas classes de cavalaria, a dos arqueiros e a dos lanceiros, os quais eram empregados em combates a curtas e longas distancias, exceto nas praças fortificadas.
Os ataques da Cavalaria assíria se realizavam principalmente, na retaguarda e nos flancos do inimigo e os cavaleiros operavam em duplas. Um cavaleiro manejava o arco e o outro controla as rédeas dos dois cavalos, permitindo o uso daquela arma com maior precisão. Para sua defesa, utilizavam um escudo suficientemente grande para proteger os dois homens. Em alguma s ocasiões, os cavalos erram protegidos por armaduras de couro.